Novidades

DST's na Terceira Idade

Com uma vida cada vez mais ativa, o número de idosos que têm contraído Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs) vem aumentando muito nos últimos anos. O número de casos de HIV na terceira idade, por exemplo, dobrou na última década. 

Entre as doenças mais comuns estão a sífilis, a clamídia, a gonorreia, a herpes e as verrugas genitais. O diagnóstico, porém, muitas vezes pode passar despercebido devido à suposição de que os idosos não tem vida sexual ativa.

De acordo com pesquisas recentes, cerca de 80% dos adultos entre 50 e 90 anos são sexualmente ativos. Porém, o tema ainda é um tabu entre eles e nos consultórios médicos.

Outro fator que dificulta o uso de preservativos é que muitos idosos com dificuldade de ereção vêem a camisinha como potencial barreira ao desempenho. E as mulheres pós-menopausa também não se preocupam com a anticoncepção, uma vez que já não podem mais engravidar, e oferecem sexo sem proteção para agradarem os parceiros.

Existem hoje vários exames para detectar das DSTs. É importante saber que várias destas infecções provocam poucos sintomas ou os mesmos desaparecem espontaneamente em alguns dias. A doença, porém, pode continuar de maneira assintomática, detectável apenas por exames laboratoriais. E algumas vezes os parceiros também precisam ser tratados.

O que fazer?

- Os idosos devem ser alvo de campanhas preventivas, incluindo a prática de sexo seguro. Preservativos devem estar disponíveis nos locais onde os idosos vivem e se socializam.

- Os médicos devem conversar sobre a atividade sexual de todos os pacientes, incluindo os idosos. Os parentes mais próximos também devem se interessar sobre esta faceta da vida dos seus entes queridos.

- Informações sobre os exames laboratoriais e os tratamentos devem ser constantemente divulgadas.

Infecções mais frequentes e respectivos exames

- Sífilis: Exame de triagem para sífilis.

- Gonorréia: Gram e cultura de secreção da uretra.

- Clamídia: PCR para Clamídia.

- Herpes genital: Pode ser diagnosticado pelo médico base nos sinais e sintomas.

- Hepatite B: Sorologia para Hepatite B. Lembra que existe vacina e ela é muito eficaz.

- Verrugas genitais (HPV): Exame preventivo Papanicolaou em mulheres.

- Tricomoníase: Pesquisa de Tricomonas na urina ou secreção.

- HIV: Sorologia para HIV

Comentar

Comentar

* = Preenchimento obrigatório
Nome *
Email *
Mensagem *
 

Comentários

Nenhum comentário ainda.