Notícias

21/06-Dia nacional de controle da asma

21 de junho é o Dia Nacional de Controle da Asma. A data tem o objetivo de chamar a atenção da população para a doença, que piora com a chegada do inverno. Mas, o que é asma?

A asma é uma doença inflamatória que acomete as vias respiratórias, caracterizada pela falta de ar, chiado no peito e tosse. Geralmente esses sintomas são percebidos durante crises agudas sofridas pelos asmáticos. As crises são geradas pelos chamados “gatilhos”, ou fatores desencadeantes, como o uso de cosméticos com cheiro forte, produtos de limpeza, exposição ao mofo ou contato direto com os animais. A queda da temperatura também é considerada um gatilho para a asma, pois o inverno é uma estação predominantemente seca e favorável a doenças respiratórias.

Vale à pena ressaltar que a asma não é uma doença viral ou bacteriana transmissível. A asma ocorre em indivíduos que tenham predisposição genética, por isso é comum encontrar pessoas da mesma família que sofram da doença, embora esta não seja uma regra. Se a asma é um distúrbio genético, isso significa que a pessoa pode ter predisposição, mas não desenvolver crises ou não sofrê-las com frequência.

O pneumologista Dr. Frederico Thadeu Campos, coordenador do Serviço de Pneumologia do Hospital Madre Teresa, lembra que as pessoas devem ficar atentas aos sintomas e procurarem um médico para identificar a doença e encontrar a melhor forma de tratá-la. “A asma pode ser intermitente, ou seja, as crises ocorrem com baixa frequência, ou crônica, neste caso é possível observar que o asmático tem crises rotineiras. Os casos merecem atenção e para cada tipo há um tratamento específico”, explicou Dr. Frederico. Os casos de asma crônica podem ser classificados em leve, moderada e grave e só o médico, através de exames, pode definir e indicar o melhor tratamento.

Segundo dados da Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisioligia, 22 milhões de brasileiros sofrem de asma. O número chamou a atenção e fez com que o Sistema Único de Saúde (SUS) criasse mecanismos de tratamento da doença, que ainda tem alta taxa de mortalidade. Dados do Ministério da Saúde apontam que cerca de 2,5 mil pessoas morrem em decorrência da asma a cada ano. Em Belo Horizonte é possível encontrar programas de controle da doença oferecidos pelo SUS, como “Criança que Chia”. A orientação é que ao sentir os sintomas ou percebê-los nas crianças, procurem os Centros de Referência ou postos de saúde. A asma não tem cura, mas pode ser controlada.

TRATAMENTO

O tratamento é feito com o auxilio de remédios. Os mais comuns são os medicamentos inalatórios, que podem ser de ação curta ou prolongada. Os de ação curta são os broncodilatadores, conhecidos como “bombinhas”, eles agem no momento da crise. Os corticosteróides e os broncodilatadores são prescritos com o objetivo de prevenir os sintomas e diminuir a frequência das crises.

Quando o clima está mais seco, como no inverno, o uso dos umidificadores de ar também é recomendado, mas o Dr. Frederico Thadeu reforça que é importante ter cuidado ao utilizar esse equipamento. “A nuvem de água deixada pelos umidificadores pode provocar mofo nos móveis e paredes, o que, ao invés de auxiliar no cuidado, pode provocar novas crises”, explica. Também é essencial que a hidratação das vias aéreas seja feita com a ingestão de bastante água sempre.

A prática de atividades físicas também é recomendada. É importante lembrar que o exercício físico traz inúmeros benefícios à saúde, inclusive aos asmáticos, mas o médico deve ser consultado para verificar as condições do paciente.

ASMA X BRONQUITE

A asma e a bronquite são doenças diferentes, embora tenham sintomas parecidos. A bronquite é uma inflamação dos brônquios provocada por uma infecção viral ou bacteriana e algumas vezes ocorre quando há exposição a substâncias irritantes. Já a asma é uma doença crônica e sem cura, que pode ser controlada e não é gerada por fatores infecciosos.

SERVIÇO DE PNEUMOLOGIA DO HMT

Atualmente o HMT conta com um Serviço de Pneumologia bem amparado. O paciente asmático encontra médicos capacitados para atendê-lo durante as crises, na realização do diagnóstico e no acompanhamento do tratamento.

O HMT tem um laboratório de função pulmonar bem equipado, no qual é possível encontrar toda a gama de exames relacionados às doenças respiratórias, incluindo a asma. Cada exame é prescrito e realizado conforme as necessidades clínicas do paciente.

FONTE: hospitalmadreteresa.org.br

Comentar

Comentar

* = Preenchimento obrigatório
Nome *
Email *
Mensagem *
 

Comentários

Nenhum comentário ainda.